terça-feira, 15 de agosto de 2017

Curiosidades da Viagem - 2 - Stan Lee

Sim, estou usando cosplay de Doctor Strange ao lado do Stan Lee. 

Antes de conseguir esta foto, tudo começou com um projeto de conhecer o Canadá (afinal, muitos amigos meus se mudaram para lá, deve ter algo interessante por lá). E me organizei para conhecer este país de 30 milhões de habitantes (só a região metropolitana de São Paulo tem quase 20 milhões).

terça-feira, 11 de julho de 2017

PATH TORONTO DOWNTOWN

Ou como apelidei,  Cidade Subterrânea.

Posso te dizer uma coisa. Se em Calgary já me perdia, em Toronto foi muito pior, porque não tenho janela nenhuma para me orientar pelo que vejo na rua. Mas depois de um tempo e vendo mapas e placas de orientação, é até tranquilo de andar. 







Prestando atenção nas placas de saídas e nos nomes das ruas, você começa a ter idéia em que prédio você está e a se orientar pela cidade subterrânea. 

Como em Calgary, é perfeito para você andar pela cidade em dia de chuva ou neve e uma parte considerável da vida urbana e comercial está por lá (não tanto quanto em Calgary, mas ainda assim muitas lojas, restaurantes e serviços você encontra lá).

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Cartão Pré-Pago

Pode parecer propaganda, mas não posso deixar de negar que isso ajuda muito.
Cartão pré-pago, nada mais é do que um cartão que você faz em uma casa de câmbio (eu uso a Confidence). Você pode ir direto na casa de câmbio ou pelo site, ver a cotação do dia, fazer uma solicitação de crédito no cartão. Feito o pagamento do boleto ou feito a transferência bancária, a quantidade da moeda que você precisa será habilitada no seu cartão.

Agora você pode dizer que é muito mais fácil pegar o dinheiro em espécie. Assim você tem ele na mão. Com toda a certeza, mas eu procuro sempre ter 1/3 em espécie e 2/3 no cartão, pois nem todo lugar aceita cartão (ou não confio passar o cartão no lugar). Mas há bons motivos para fazer um cartão.
  • Cartão de chip com seu nome e senha pessoal, como qualquer outro cartão;
  • Em caso de roubo, entro em contato com a Confidence e outro cartão será entregue, tendo inclusive a possibilidade de fazer dois cartões para a mesma conta;
  • Extrato e carregamento online com cotação diária e atendimento online para dúvidas;
  • Em caso de necessidade, posso realizar saque em caixas automáticos no exterior (com as taxas respectivas debitadas);
  • E um único cartão posso colocar até seis moedas diferentes (dólar americano, canadense, australiano e neozelandês, além de euro e libra esterlina), podendo inclusive fazer transferência no cartão de uma moeda para outra (claro que existe uma taxa sobre isso).
E em uma emergência, algum parente seu no Brasil, pode fazer crédito no seu cartão (normalmente deixo uma autorização no nome do meu primo).

Como não tive nenhum problema grave até hoje (obrigado Temer por fazer o dólar disparar de um dia para o outro e fazer as casas de câmbio ficarem fora do ar por não terem idéia de como ficará a cotação) continuo com a Confidence Câmbio. Mas fiz cotação de cartão em outros lugares também. 

sábado, 6 de maio de 2017

Plus15 - Calgary

Uma das coisas que mais me chamou a atenção em Calgary foi andar no centro da cidade. Procurando uma lanchonete, vi que muitos ficam na Stephen Avenue, mas achei estranho não ver outros no centro da cidade. Já tinha andado pelo Plus15 (ou simplesmente +15) e não tinha me ligado que a maioria estava ali dentro.

Então resolvi explorar o lugar (e claro que me perdi algumas vezes até me acostumar com mapa (tem aplicativo) e mapas em alguns lugares.

Mas que raio é este +15??? 

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Curiosidades da Viagem - Parte 1 - Canadá

Teve pequenos imprevistos na viagem para o Canadá.

Passando pela Polícia Federal do Brasil, tiveram que verificar meus documentos, porque havia uma pessoa com o mesmo nome que o meu, sendo procurado (espero não ter problema para voltar).

Imigração no Canadá, fui mandando para uma salinha, para entrevista (nunca tive problema na Europa ou América do Sul). Respondido as perguntas e as dúvidas, tive o passaporte carimbado e fui saindo, mas claro que errei a saída e acabei entrando em uma sala cheia de mexicanos. Após ajuda de um funcionário, conseguir ir para a saída e tive que correr para pegar minha mala e ir para o próximo vôo (tinha uma hora ainda para fazer tudo isso, imagina o desespero). 

E finalmente cheguei no meu destino. Agora passeando e visitando alguns lugares e claro, não podia faltar fotos com roupa da Polícia Montada que tirei no Fort Calgary. 


P.S.: Era para eu ter feito alguns meses de francês, mas por imprevistos tive que adiar o curso e confesso que agora está fazendo falta. 

domingo, 9 de abril de 2017

Guia de Etiqueta em Viagens


Recomendações gerais

- Faça o menor ruído possível: deixe o seu celular no silencioso, fale baixinho, use fones de ouvido, não pegue o violão...

- Melhor não iniciar conversa com desconhecidos. Descarte totalmente a ideia se essa pessoa estiver lendo ou colocou os fones de ouvido. Se ainda assim você se puser a falar, leve em conta que os monossílabos como resposta costumam significar que não querem conversar com você e não sabem como te dizer isso.

- Se é você que não tem vontade de falar e a pessoa do lado começa a conversar, não seja mal-educado, mas deixe claro que está fazendo outras coisas.

- Não abra demais as pernas.

- Quando se levantar, não se apoie no assento da frente, a não ser que você tenha 185 anos. Você vai movimentá-lo e isso incomoda.

- Não há nenhum problema em levar bolachas ou chocolate para comer, desde que depois você limpe as migalhas. Se você carregar comida, leve em consideração que há opções melhores que os hambúrgueres, por exemplo, que só cheiram bem quando é você quem os come. Lembre-se que nos ônibus muita gente se enjoa. Que não seja por sua culpa.

- As crianças quase nunca dão problemas. Os pais, às vezes, sim. Se a criança estiver entretida e lhe dão um mínimo de atenção, não incomoda ninguém.

- Se você viaja sozinho e alguém lhe pede que troque de lugar para poder ir com um amigo ou com sua família, não seja chato e diga que sim. A não ser que você tenha um problema de mobilidade, claro.

- É fundamental viajar depois de tomar banho e passar desodorante.

- Não fique cortando as unhas.

- Também não fique descalço (exceto nos voos muito longos).

sábado, 8 de abril de 2017

Vacina antes de viajar

Para que o cidadão possa obter o Certificado é necessário seguir os passos abaixo:

1º Passo – Tomar a vacina exigida.
O interessado pode obter a vacina gratuitamente em um posto de saúde do SUS ou deve procurar os serviços de vacinação privados credenciados.

A vacina contra febre amarela deve ser tomada com antecedência de, no mínimo, 10 (dez) dias antes da viagem.

2º Passo - Realizar o pré-cadastro no SISPAFRA.
O interessado deve realizar um pré-cadastro no endereço http://www.anvisa.gov.br/viajante, clicar na opção “cadastrar novo” ou no link “cadastro”. O pré-cadastro não é obrigatório, mas agilizará o atendimento prestado para emissão do certificado.

3ª Passo – Comparecer ao estabelecimento que emitirá o CIVP.
Para a emissão do CIVP, é imprescindível a presença física do interessado uma vez que a emissão está condicionada à assinatura do viajante, conforme previsto na RDC nº 21 de 31/03/2008, inciso III do Art. 1º do Anexo II.

Recomenda-se entrar em contato diretamente com o Centro de Orientação mais próximo para saber precisamente o seu horário de funcionamento.

4ª Passo – Apresentar a documentação necessária para emissão do CIVP
O interessado deve apresentar o cartão nacional de vacinação e um documento de identidade original com foto.

O cartão deve estar preenchido corretamente com a data de administração, fabricante e lote da vacina, assinatura do profissional que realizou a aplicação e identificação da unidade de saúde onde ocorreu a aplicação da vacina.

São aceitos como documentos de identidade a Carteira de Identidade (RG), o Passaporte, a Carteira de Motorista válida (CNH), entre outros documentos. A apresentação da certidão de nascimento é aceita para menores de 18 (dezoito) anos. Ressalta-se que crianças a partir de 9 (nove) meses já começam o esquema de vacinação. A população indígena que não possui documentação está dispensada da apresentação de documento de identidade.

Criança/adolescente menor de 18 anos

Não é necessária a presença da criança ou adolescente menor de 18 (dezoito) anos quando os pais ou responsáveis deste solicitarem a emissão do seu CIVP nos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante.